A importância de manter em dia o aditivo e a manutenção do sistema de arrefecimento do carro

“Sintonia” se pudermos utilizar uma única palavra para dizer como o sistema de arrefecimento do carro deve funcionar é essa. Parte importante do veículo, ele é composto por ventoinha, bomba d´água e radiador, e precisa funcionar até no máximo 90ºC, evitando assim superaquecer, o que pode até levar à perda total do motor.

“Quando a gente fala em sistema de arrefecimento, é muito importante lembrar que alguns detalhes são imprescindíveis, como o uso do aditivo correto. Ele é responsável por inibir a ação corrosiva da água sobre todos os componentes do sistema, e manter a sua temperatura sob controle, evitando que ela ferva ou congele. Assim, suas propriedades químicas e físicas, são essenciais para que o motor funcione corretamente”, conta Neilson Amorim, promotor técnico da Valeo Service.

Outro detalhe importante é verificar se todas as mangueiras que fazem parte desse processo estão em perfeito estado. “O sistema de arrefecimento funciona com as mangueiras circulando a água e aditivo através das galerias do motor, conduzindo o calor para fora, e depois retornando o líquido de arrefecimento numa temperatura menor, de volta ao motor. Se alguma mangueira estiver danificada, pode haver vazamentos, comprometendo o sistema como um todo e esta condição causar danos severos ao motor”, orienta Neilson.

E por isso, o KDaPeça elencou algumas dicas importantes para manter o sistema de arrefecimento do seu veículo sempre em dia e não ficar na mão nas estradas.

  • Confira sempre o nível dos líquidos de arrefecimento no reservatório: nesse local você encontra nível máximo e mínimo de água mais o aditivo de arrefecimento. É ali que você deve ficar de olho e, quando precisar de preenchimento, colocar a solução de “água + aditivo” correta. “É importante realizar essa revisão periódica a cada 60 mil quilômetros e verificar os níveis a de 15 em 15 dias”, orienta Neilson.
  • Posso usar somente água no radiador? Não é o ideal apesar de muitas pessoas utilizarem dessa prática. “No manual do carro o fabricante indica diferente. Justamente pelo aditivo, com sua tecnologia e composição, evitar que a água superaqueça ou evapore é que o torna importante na mistura com a água”, explica Nelsion.
  • Fique atento aos vazamentos, manutenção de mangueiras e entupimentos. Batidas, tempo de uso do carro e falta de manutenção são dados que podem dificultar e causar danos no sistema de arrefecimento.

Sobre a DPK
Especializada na distribuição automotiva no Brasil, a DPK está no mercado desde 1987, contando com quinze filiais pelo país com um sistema avançado de distribuição de produtos.Com sua matriz em Campinas e sempre atenta a modernização do mercado e a exigência do cliente por serviços e atendimentos mais dinâmicos, a DPK criou o KDaPeça, um catálogo eletrônico completo e simples de utilizar, através do qual é possível realizar compras online, verificar o estoque, fazer orçamentos personalizados e comparativos entre os produtos, 24 horas por dia.

maurelio
Author: maurelio

Deixe um comentário